imagem_site_fundo_03.png

HISTÓRIA

escudo PAFC.png

FUNDAÇÃO

O Pouso Alegre Futebol Clube foi fundado no dia 15 de novembro de 1913 com o nome de ‘Pouso Alegre Football Club’, tendo Alfredo Ennes Baganha como presidente. Porém, com as dificuldades enfrentadas na época, o primeiro jogo foi acontecer apenas em 28 de dezembro de 1928, com uma vitória sobre a Ponte Preta por 3 a 1. O primeiro gol de nossa história foi marcado por Chiquinho.

PROFISSIONALIZAÇÃO

Após um período de ostracismo, o Pouso Alegre FC voltou às atividades e se profissionalizou em 1967, quando disputou a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro daquele ano. Após vencer sua chave e se classificar para a fase final, acabou sendo eliminado devido a um problema nos tribunais foi eliminado da competição. 
Um fato curioso é que em 1968 o Pouso Alegre FC disputou um amistoso com o Grêmio Recreativo Beta, de São Paulo, e venceu por 38 a 0. 

imagem_defundo_site_certo.png

ESTÁDIO DA LEMA

O Estádio da Lema foi a casa do Pouso Alegre FC por muitos anos, onde nosso torcedor viveu momentos de alegria e glória. Diversos clubes grandes já enfrentaram o Pousão nesse campo. Cruzeiro, Atlético, Corinthians, Santos, Flamengo e até a Seleção Olímpica da Argentina. 
A primeira partida do PAFC como profissional aconteceu em 30 de julho de 1967, com uma goleada por 4 a 1 sobre o São Lourenço, com três gols de Teco e um de Airton.
No total, o Pousão disputou 259 jogos no campo, sendo 143 vitórias, 75 empates e 41 derrotas. Marcou 448 gols e sofreu 201. O maior público registrado foi um confronto com o Atlético-MG, quando seis mil torcedores presenciaram o jogão que terminou empatado por 3 a 3, em 1990.

JOGADORES

Diversos jogadores vestiram nosso manto e marcaram a história do Pouso Alegre FC ao longo dos mais de 100 anos de história no futebol.
Sete jogadores fizeram mais de cem jogos pelo clube, sendo o recordista nosso atual presidente Paulo da Pinta, com 184 jogos. 
Completam o seleto grupo Heleno e Valtinho (166), Hermínio (159), Vê (146), Miguelão (123) e Rosemil (101). O maior artilheiro de nossa história é Heleno, com 52 gols, seguido de perto por Hermínio, com 46.

imagem_defundo_site_certo2.png

ERA DE OURO

Entre as décadas de 1980 e 1990 o Pouso Alegre FC teve seus melhores dias. Em 1983, o Pousão foi CAMPEÃO do Campeonato Mineiro de Futebol Amador ao vencer o Curvelo na grande decisão. 
Em 1988, em uma partida que ficou marcada na história como ‘A Batalha de Três Corações’, o Pouso Alegre FC conquistou o acesso à 1ª Divisão do Campeonato Mineiro, fazendo sua estreia na elite mineira em 1989. 
Logo no ano seguinte, em 1990, o Pousão fez uma excelente campanha, terminando o campeonato na 5ª colocação, fazendo jogos memoráveis, como vencer o Atlético-MG por 2 A 1 no Mineirão lotado em pleno aniversário do Galo. Em 1992 o Pouso Alegre FC se despediu da elite mineira, disputando o Módulo II até o ano de 1998.

RETORNO

Após alguns anos inativo, o Pouso Alegre FC anunciou sua volta às atividades em 2017 com um projeto ambicioso de voltar aos tempos de conquistas. Paulo da Pinta, ex-jogador e ídolo do clube, assumiu a presidência, gerando grande confiança e expectativa nos torcedores, que por toda a cidade comemoravam a volta do time. 
No ano seguinte disputa a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro e com uma campanha com 5 vitórias, 3 empates e 4 derrotas termina em 7º lugar.

imagem_defundo_site_certo3.png

TÍTULOS

Após o modesto retorno em 2018, o Pouso Alegre conseguiu se estruturar bem e desde então faturou títulos em todos os anos seguintes.
O primeiro deles veio em 2019, com a conquista do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão de forma invicta. Sob o comando do técnico Rogério Henrique o Pousão venceu oito e empatou outras quatro. Marcou 15 gols e sofreu apenas dois, além de ter Romarinho como artilheiro da competição, com 6 tentos marcados.
Na final contra o Betim o Manduzão recebeu 9.524 torcedores, recorde absoluto da história da divisão. A taça deu ao clube o direito de disputar o Módulo II em 2020.
Dois meses após a conquista o Pouso Alegre já se apresentava para a temporada seguinte, uma vez que a competição daria início em fevereiro. E começou como terminou 2018; de forma invicta.
Após um empate e cinco vitórias seguidas, a pandemia paralisou a competição, que só retornou em outubro, agora com a presença de Ito Roque como comandante do time.
E o Pousão manteve a frente e conquistou mais um troféu. O título garantiu ao Pouso Alegre o direito de disputar a elite do futebol mineiro após 29 anos.
Veio 2021 e, com Emerson Ávila dirigindo a equipe em uma difícil competição, o Pouso Alegre brigou até a última rodada para estar na semifinal do Campeonato Mineiro. Com a sexta posição, acabou indo para a disputa do Trofeu Inconfidência.
Após vitória nos pênaltis contra a URT, ficou com seu terceiro título em três anos seguidos.
A boa campanha deu ao Pouso Alegre a chance de disputar em 2022 o Campeonato Brasileiro da Série D e também a Copa do Brasil.

CJR_6759.jpg
campeão.jpg