HISTÓRIA

FUNDAÇÃO

O Pouso Alegre Futebol Clube foi fundado no dia 15 de novembro de 1913 com o nome de ‘Pouso Alegre Football Club’, sendo Alfredo Ennes Baganha o primeiro presidente do clube. Porém, com as dificuldades enfrentadas na época, o primeiro jogo foi acontecer apenas em 28 de dezembro de 1928, uma vitória do PAFC sobre a Ponte Preta por 3x1, o primeiro gol de nossa história foi marcado por Chiquinho.

PROFISSIONALIZAÇÃO

Após um período de ostracismo, o Pouso Alegre FC voltou às atividades e se profissionalizou em 1967, quando disputou a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro daquele ano, vencendo sua chave e classificando para a fase final, porém, devido a um problema nos tribunais foi eliminado da competição. Um fato curioso, é que em 1968, o Pouso Alegre FC disputou um amistoso com o Grêmio Recreativo Beta, de São Paulo e venceu por 38 a 0. 

ERA DE OURO

Entre as décadas de 1980 e 1990 que o Pouso Alegre FC teve seus melhores dias. Em 1983, o Pousão foi CAMPEÃO do Campeonato Mineiro de Futebol Amador ao vencer o Curvelo na grande decisão. Em 1988, em uma partida que ficou marcada na história como ‘A Batalha de Três Corações’, o Pouso Alegre FC conquistou o acesso à 1ª Divisão do Campeonato Mineiro, fazendo sua estreia na elite mineira em 1989. Logo no ano seguinte, em 1990, o Pousão fez uma excelente campanha, terminando o campeonato na 5ª colocação, fazendo jogos memoráveis, como vencer o Atlético-MG por 2x1 no Mineirão lotado em pleno aniversário do Galo. Em 1992 o Pouso Alegre FC se despediu da elite mineira, disputando o Módulo II até o ano de 1998.

RETORNO

Após alguns anos inativo, o Pouso Alegre FC anunciou sua volta às atividades em 2017 com um projeto ambicioso de voltar aos tempos de conquistas. Paulo da Pinta, ex-jogador e ídolo do clube assumiu a presidência, gerando grande confiança e expectativa nos torcedores, que por toda a cidade comemoravam a volta do time. No ano seguinte, 2018, disputa a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro e com uma campanha modesta de 5 vitórias, 3 empates e 4 derrotas, termina em 7º lugar.

ESTÁDIO DA LEMA

O Estádio da Lema foi a casa do Pouso Alegre FC por muitos anos, onde nosso torcedor viveu momentos de alegria e glória. Diversos clubes grandes já enfrentaram o Pousão nesse campo, Cruzeiro, Atlético, Corinthians, Santos, entre outros e até a Seleção Olímpica da Argentina. A primeira partida do PAFC como profissional, aconteceu em 30 de julho de 1967, com uma goleada por 4x1 sobre o São Lourenço, com 3 gols de Teco e 1 de Airton.

No total, o Pousão disputou 259 jogos no campo, sendo 143 vitórias, 75 empates e 41 derrotas, marcou 448 gols e sofreu 201. O maior público registrado foi um confronto com o Atlético-MG, quando 6 mil torcedores presenciaram o jogão que terminou empatado por 3x3 em 1990.

JOGADORES

Diversos jogadores vestiram nosso manto e marcaram a história do Pouso Alegre FC ao longo dos mais de 100 anos de história no futebol.

Sete jogadores fizeram mais de cem jogos pelo clube, sendo o recordista, nosso atual presidente Paulo da Pinta, com 184 jogos, completam o seleto grupo: Heleno e Valtinho (166), Hermínio (159), Vê (146), Miguelão (123) e Rosemil (101). O maior artilheiro de nossa história é Heleno com 52 gols, seguido de perto por Hermínio, com 46.

TÍTULO

2019 foi um ano especial para o Pouso Alegre FC. Uma nova Comissão Técnica foi formada pela diretoria, que buscou jogadores específicos para montar um elenco forte e competitivo para a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. A estreia não foi como a torcida esperava, que encheu o Manduzão e viu um empate sem gols diante o Atlético de Três Corações, mas depois deste jogo, o time engrenou e encaixou 5 vitórias seguidas, terminando a Primeira Fase liderando não só seu grupo, mas como Líder Geral da competição, o que nos garantiu o direito de decidir em casa os ‘mata-matas’. Nas quartas de final, enfrentamos o Boston City de Manhuaçu e classificamos após dois empates (0x0 e 1x1). Na semi final, um novo confronto com o Atlético de Três Corações, na primeira partida, em um jogo bastante disputado, saímos com a vitória por 1x0 e conseguimos uma grande vantagem para o jogo do acesso em nossa casa, com uma grande presença da torcida que viu uma bela atuação de nossa equipe sacramentando o acesso com uma expressiva vitória por 3x0. Na grande decisão, fomos até Betim enfrentar o time local e voltamos de lá com um empate sem gols. Na finalíssima, nosso torcedor fez uma festa incrível, colocando quase 10 mil pessoas no Manduzão, o recorde da competição e foi recompensada com a vitória por 1x0, que nos garantiu o primeiro título profissional de nossa história. Ao total foram 8 vitórias e 4 empates, 15 gols marcados e apenas 2 sofridos e ainda tivemos o artilheiro da competição, o atacante Romarinho com 6 gols.

lema.jpg